Imigração para o Canadá: qual a cidade com o melhor custo benefício?

share on

Descubra aqui qual é a cidade com o mais baixo custo de vida no Canadá e como é o processo de imigração para as províncias do Atlântico.

Morar fora do país é o sonho de muitos brasileiros, porém, a escolha do destino ideal nem sempre é tarefa fácil. Afinal, diversos fatores como oportunidades de emprego e o idioma falado no local são levados em consideração. Além disso, há uma grande preocupação com ocusto benefício para viver na cidade escolhida.

O Canadá é um dos locais que mais atraem brasileiros, tanto pela possibilidade de visto definitivo, por meio do sistema de pontos, quanto pela cultura diversificada e receptividade com estrangeiros.

Outro atrativo do país norte-americano é o fato de que existem muitas regiões nas quais os gastos com os itens básicos de sobrevivência, como moradia e alimentação, não são tão altos.

É o caso das províncias do Atlântico, que sofrem com afalta de mão de obra qualificada em muitas cidades e, por isso, são o local escolhido por muitos profissionais especializados estrangeiros.

 

Se você deseja imigrar para o Canadá e fugir do custo de vida elevado das principais cidades do país, continue a leitura, pois este post vai trazer informações importantes sobre essa região.

É verdade que o Canadá precisa de imigrantes?

O Canadá é um país que sofre com a falta de profissionais qualificados para diversos setores. Por isso, o governo tem uma estratégia deatrair estrangeiros para imigrar legalmente e ocupar essas vagas que estão disponíveis no mercado de trabalho.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a abertura de vagas para imigrantes permanentes aumentou. Até 2023, pelo menos 1,2 milhão de pessoas devem receber o visto definitivo para morar no Canadá (401 mil em 2021, 411 mil em 2022 e 421 mil em 2023.

Essa necessidade de mais moradores no país ocorre basicamente porque o Canadá é um país extenso (o segundo maior do mundo), porém, com pouca população, aproximadamente 38 milhões de habitantes.

O Brasil, por exemplo, tem mais de 210 milhões de pessoas. Com uma população tão enxuta, o país sofre com falta de trabalhadores para movimentar a economia e cobrir todos os segmentos.

Como imigrar para Canadá legalmente?

Além de fazer intercâmbio no Canadá e da permissão temporária para estudar ou trabalhar, também é possível conseguir o visto permanente para viver no país. Alguns exemplos de vistos são o de turista, estudante e o de trabalho (para profissionais que irão atuar em alguma empresa do país).

 

De maneira geral, todos esses vistos permitem que o estrangeiro fique no país por até seis meses, com possibilidade de renovação de acordo com a necessidade de cada pessoa.

 

Já o documento de permanência definitiva possibilita que o estrangeiro more no Canadá por quanto tempo desejar. Esse estrangeiro também poderá trabalhar em empresas canadenses, ter acesso ao sistema de saúde e ainda se tornar um cidadão canadense.

 

Para fazer a aplicação para o visto permanente, o brasileiro não precisa estar no Canadá. Existem diversos programas de imigração no Canadá e formas de aplicação para solicitar o visto.

 

Express Entry é um dos mais famosos, que avalia o candidato por meio de pontos em itens como fluência no inglês, oferta de trabalho, graduação, entre outros. Todo o processo pode ser online, passa por processos como testes de elegibilidade, envios de documentos e aguardar pelo convite.

 

Por outro lado, alguns perfis de candidatos podem não ter o perfil adequado para o sistema de pontos. Neste cenário, o Atlantic Immigration Pilot é uma interessante alternativa.

 

Neste modelo, o estrangeiro faz a aplicação de visto para quatro locais específicos da província do Atlântico: New Brunswick, Nova Scotia, Newfoundland and Labrador e Prince Edward Island. Ele exige que você comprove proficiência em inglês, comprovação de renda e de educação, além de uma permissão para trabalho ou estudo. 

Imigração para o Canadá: Cidade com melhor Custo benefício

Quais são as províncias do Atlântico?

Como falamos no item anterior, uma possibilidade para quem deseja imigrar para o Canadá é escolher uma das quatro regiões das províncias do Atlântico para viver. Cada uma delas possuem seus atrativos:

 

  • New Brunswick – ideal para quem gosta de locais com um clima frio, mas não intenso, e com bastante arborização.
  • Nova Scotia– segunda menor província do Canadá em extensão territorial. Possui um clima mais temperado, com invernos bem frios e verões mais amenos. Para quem gosta de mar, é o local ideal, afinal, toda quase toda a província está cercada pelo oceano.
  • Newfoundland and Labrador – localizada no extremo leste Canadá, a província é dividida em duas partes: a continental Labrador e a ilha Newfoundland. Possui um verão um pouco mais frio e costuma ter invernos com neve e bastante chuvas.
  • Prince Edward Island – menor província do Canadá, é conhecida pela calmaria do local e as belas paisagens. Possui grandes áreas verdes, colinas e enseadas.

Imigração Canadá: profissões em alta

Cada uma dessas regiões possui oportunidades específicas de empregos, de acordo com a economia local, que é bastante pautada nos recursos naturais das provinciais. Abaixo, elencamos as principais oportunidades de emprego em 4 regiões das províncias do Atlântico:

 

  • Annapolis Valley – neste local, destacam-se as oportunidades no setor agrícola e de construção.  
  • Norte da Nova Scotia– em sua maioria, os empregos estão na área da indústria de produção de serviços, especialmente às relacionadas à indústria de bens de consumo.
  • Sul da Nova Scotia – possui oportunidades nos setores de bens, petróleo e gás, construção, mineração, silvicultura e pesca.
  • Ilha de Cape Breton – a economia do local ganhou força nos últimos anos em áreas ligadas à administração pública, serviços sociais e em várias funções ligadas aos cuidados com a saúde.

Qual cidade do Canadá tem o melhor Custo benefício?

Uma das cidades mais baratas para morar no Canadá fica nas províncias do Atlântico, mais especificamente em Nova Scotia. A capital Halifax é uma das que possuem um melhor custo de vida para se viver no país, além de ofertar uma excelente qualidade de vida.

 

O salário-mínimo na cidade é de 12,95 dólares canadenses por hora (Vale lembrar que no Canadá a remuneração é calculada por hora e não por mês, como no Brasil). Assim, a média anual é de mais de 61 mil dólares canadenses.

 

Estima-se que o custo de vida fica em torno de CAD $1206,40 por mês, exceto o aluguel. Por ser um local que recebe muitos estudantes, é possível economizar com moradia, por exemplo.

 

Além disso, morando em cidades ao entorno da capital, como Cape Breton, é possível economizar ainda mais tanto com moradia quanto com outros itens indispensáveis.

 

Uma das maneiras de ter mais chances de imigração para as províncias do Atlântico é por meio do estudo. A Cape Breton University (CBU) é um das instituições acadêmicas mais conhecidas da região, que já formou quase 5.500 alunos de mais de 55 países ao redor do mundo.

 

A universidade conta com programas inovadores de desenvolvimento econômico e sustentabilidade e oferece diversas opções de formações nas áreas de artes liberais, ciências, negócios e saúde.

 


 

 

Se você quer saber mais sobre imigração no Canadá e saber como cursar um dos programas da Cape Breton University, entre em contato com a Spiible. Um de nossos consultores especializados em intercâmbio irá tirar todas as suas dúvidas e ajudá-lo a realizar seu sonho.

Quero entrar em contato!