Como é o primeiro mês de um intercâmbio?

share on


Muita coisa acontece no primeiro mês de intercâmbio! Se você está pensando em embarcar nessa aventura, prepare-se para experiências totalmente novas, vivendo em uma cidade diferente da que você está acostumado.



Comece entendendo que você irá se deparar com vários desafios que serão extremamente benéficos para a sua experiência internacional, como ter que se adaptar a uma nova rotina , conhecer pessoas de culturas totalmente diferentes da sua, fazer novos amigos e procurar um lugar para morar .


Claro que todos esses desafios vão ajudar muito em vários aspectos da sua vida, por exemplo: O fato de ter que conviver com outras culturas vai fazer você entender diferentes formas de pensar e te preparar para respeitar e se relacionar com todas elas. O que será extremamente útil, não só no lado profissional, mas em todas as relações que você tiver durante a sua vida. Além de te ajudar a criar uma visão de mundo mais realista e ampla e auxiliar na sua adaptação a qualquer situação nova .


Sua moradia também irá ajudar bastante no seu crescimento durante o seu intercâmbio, porque irá influenciar diretamente na sua fase de adaptação . Por exemplo, se você escolher viver com uma Host Family seus desafios serão diferentes do que se você resolver dividir um apartamento alugado com outros estudantes internacionais. Cabe aqui, entender exatamente o que você espera da sua vida em outro país e abrir a sua cabeça para todas as possibilidades.





Também é legal mencionar que, por mais que você tenha estudado por anos o idioma do país, quando você chegar no destino do seu intercâmbio e começar a falar com nativos, vai perceber que é totalmente diferente do que você viu nos livros . Em uma conversa você não tem tempo de parar para pensar no que e em como vai dizer algo, assim como nos cursos. Você vai perceber que existem sotaques, palavras e gírias que são faladas em apenas algumas regiões e que você só aprende com a convivência.


O lado bom é que, depois de algum tempo vivendo na cidade escolhida, você irá começar a se adaptar e provavelmente irá começar a falar igual as pessoas que convivem com você. Você irá condicionar o seu cérebro a pensar diferente e começar a raciocinar em outro idioma .



Pensando em tudo isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a passar por essa fase de adaptação e vivenciar ao máximo a experiência do seu intercâmbio!



Diminua o choque cultural!


Como já comentamos, você irá conhecer diversas culturas novas. Isso acontece porque a maioria dos países escolhidos pelos intercambistas são escolhidos a nível global. Ou seja, eles recebem estudantes do mundo inteiro e com isso se transformam em regiões multiculturais .


Ao chegar nessas regiões você vai se deparar com novos hábitos, comidas e culturas que poderão ser extremamente diferentes da sua. Você pode reduzir um pouco esse choque pesquisando com profundidade o que te espera no país escolhido. Não será a mesma coisa do que vivenciar, mas irá te preparar psicologicamente para lidar com diversos desafios e abrir um pouco sua mente para o que está por vir.



Estude o idioma


Também falamos que o que você aprende nos livros é bem diferente na vida real. E é 100% verdade. Mas isso não te impede de conhecer o vocabulário necessário para se comunicar nos primeiros dias. Com o tempo você irá descobrir novas formas de falar e entender melhor o idioma, mas chegar preparado para o básico, com certeza irá te ajudar bastante na fase de adaptação.


A dica aqui é: aprenda a ouvir! Você pode fazer isso ainda no Brasil, colocando uma série sem legenda no idioma que deseja aprender. O objetivo aqui não é entender 100% do que está sendo dito, mas se forçar a ouvir alguma coisa que não entende. Isso vai acostumar o seu cérebro com novas dificuldades e te ajudar muito a entender aos poucos tudo o que está sendo dito.



Vá de mente aberta


Tente não comparar seus hábitos com o das pessoas que você irá conhecer! O ideal é ir aberto para conhecer coisas novas e tentar ao máximo se adaptar a cultura da região. Dessa forma você irá aproveitar ao máximo o seu intercâmbio e conseguir extrair os melhores pontos de todas as suas vivências



Planeje seus gastos!


Saber quanto você irá gastar no país de destino é o primeiro passo para você não ser pego de surpresa e conseguir se adaptar sem tanta preocupação. Para isso você pode se programar para:


  • Viver tranquilamente com o valor que você guardar no Brasil;
  • Se preparar financeiramente apenas para os primeiros meses do seu intercâmbio e se manter no restante trabalhando na região;
  • Ou ir preparado para chegar e procurar um emprego.


Tudo vai depender muito do estilo de vida que você deseja ter e do tipo de visto que você irá tirar, lógico. De qualquer forma, planeje-se! Para isso existem diversas ferramentas que podem te ajudar. Você pode, por exemplo, utilizar alguma ferramenta de controle financeiro.


Um bom exemplo para isso são as opções de cartões pré-pagos que podem ser adquiridos, como é o caso do cartão da SideKick , para os intercambistas canadenses. Ele funciona como um cartão de crédito recarregável, com o melhor câmbio do mercado e IOF de apenas 0.38%. O legal é que você tem a opção de alocar dinheiro em categorias de compra específicas, como alimentação e transporte. E com o aplicativo SideKick no seu celular, você consegue saber exatamente quanto você está gastando a qualquer momento e, assim, controlar os seus gastos de forma racional. Além de que, ele é aceito em todos os estabelecimentos comerciais que trabalham com Mastercard.


Você pode conhecer um pouco mais sobre a Sidekick clicando aqui!






Faça amigos!


Sim! Socialize-se! Conhecer pessoas novas vai tornar sua experiência muito mais agradável e completa . Não tenha medo de perguntar sobre o que você não conhece e de pedir ajuda com o idioma. Nem todos serão 100% abertos, mas com certeza você irá conhecer muita gente que está disposta a te ajudar na sua jornada.


Ah! Independente do país do seu intercâmbio, é bem provável que você encontre algum brasileiro. Lembre-se que o intercâmbio serve para você fazer uma imersão em uma cultura e um idioma novo . Se você andar apenas com brasileiros, não irá aproveitar a sua experiência completamente.



Mantenha contato com a sua família e amigos do Brasil


Principalmente nos primeiros dias, você pode se sentir sobrecarregado emocionalmente . Fale com seus familiares e amigos! Eles com certeza irão te ajudar a passar pela fase de adaptação com toda a atenção e carinho que você precisa neste momento.




Parece muita coisa para pensar ao mesmo tempo, né? Mas não se preocupe, se você se sentir mais seguro, pode entrar em contato com a nossa equipe. Podemos te dar todo o suporte necessário antes, durante e depois de você fechar o seu intercâmbio.



Muita coisa acontece no primeiro mês de intercâmbio! Se você está pensando em embarcar nessa aventura, prepare-se para experiências totalmente novas, vivendo em uma cidade diferente da que você está acostumado.

 

 

 

Comece entendendo que você irá se deparar com vários desafios que serão extremamente benéficos para a sua experiência internacional, como ter que se adaptar a uma nova rotina, conhecer pessoas de culturas totalmente diferentes da sua, fazer novos amigos e procurar um lugar para morar.

 

 

Claro que todos esses desafios vão ajudar muito em vários aspectos da sua vida, por exemplo: O fato de ter que conviver com outras culturas vai fazer você entender diferentes formas de pensar e te preparar para respeitar e se relacionar com todas elas. O que será extremamente útil, não só no lado profissional, mas em todas as relações que você tiver durante a sua vida. Além de te ajudar a criar uma visão de mundo mais realista e ampla e auxiliar na sua adaptação a qualquer situação nova.

 

 

Sua moradia também irá ajudar bastante no seu crescimento durante o seu intercâmbio, porque irá influenciar diretamente na sua fase de adaptação. Por exemplo, se você escolher viver com uma Host Family seus desafios serão diferentes do que se você resolver dividir um apartamento alugado com outros estudantes internacionais. Cabe aqui, entender exatamente o que você espera da sua vida em outro país e abrir a sua cabeça para todas as possibilidades.

 

 

 

Também é legal mencionar que, por mais que você tenha estudado por anos o idioma do país, quando você chegar no destino do seu intercâmbio e começar a falar com nativos, vai perceber que é totalmente diferente do que você viu nos livros. Em uma conversa você não tem tempo de parar para pensar no que e em como vai dizer algo, assim como nos cursos. Você vai perceber que existem sotaques, palavras e gírias que são faladas em apenas algumas regiões e que você só aprende com a convivência.

 

 

 

 

O lado bom é que, depois de algum tempo vivendo na cidade escolhida, você irá começar a se adaptar e provavelmente irá começar a falar igual as pessoas que convivem com você. Você irá condicionar o seu cérebro a pensar diferente e começar a raciocinar em outro idioma.

 

 

 

 

Pensando em tudo isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a passar por essa fase de adaptação e vivenciar ao máximo a experiência do seu intercâmbio!

 

 

 

 

Diminua o choque cultural!

 

Como já comentamos, você irá conhecer diversas culturas novas. Isso acontece porque a maioria dos países escolhidos pelos intercambistas são escolhidos a nível global. Ou seja, eles recebem estudantes do mundo inteiro e com isso se transformam em regiões multiculturais.

 

 

Ao chegar nessas regiões você vai se deparar com novos hábitos, comidas e culturas que poderão ser extremamente diferentes da sua. Você pode reduzir um pouco esse choque pesquisando com profundidade o que te espera no país escolhido. Não será a mesma coisa do que vivenciar, mas irá te preparar psicologicamente para lidar com diversos desafios e abrir um pouco sua mente para o que está por vir.

 

 

Estude o idioma

 

Também falamos que o que você aprende nos livros é bem diferente na vida real. E é 100% verdade. Mas isso não te impede de conhecer o vocabulário necessário para se comunicar nos primeiros dias. Com o tempo você irá descobrir novas formas de falar e entender melhor o idioma, mas chegar preparado para o básico, com certeza irá te ajudar bastante na fase de adaptação.

 

 

 

 

A dica aqui é: aprenda a ouvir! Você pode fazer isso ainda no Brasil, colocando uma série sem legenda no idioma que deseja aprender. O objetivo aqui não é entender 100% do que está sendo dito, mas se forçar a ouvir alguma coisa que não entende. Isso vai acostumar o seu cérebro com novas dificuldades e te ajudar muito a entender aos poucos tudo o que está sendo dito.

 

 

 

Vá de mente aberta

 

 

 

Tente não comparar seus hábitos com o das pessoas que você irá conhecer! O ideal é ir aberto para conhecer coisas novas e tentar ao máximo se adaptar a cultura da região. Dessa forma você irá aproveitar ao máximo o seu intercâmbio e conseguir extrair os melhores pontos de todas as suas vivências.

 

 

 

Planeje seus gastos!

 

Saber quanto você irá gastar no país de destino é o primeiro passo para você não ser pego de surpresa e conseguir se adaptar sem tanta preocupação. Para isso você pode se programar para:

 

 

  • Viver tranquilamente com o valor que você guardar no Brasil; 
  • Se preparar financeiramente apenas para os primeiros meses do seu intercâmbio e se manter no restante trabalhando na região; 
  • Ou ir preparado para chegar e procurar um emprego. 

 

 

 

Tudo vai depender muito do estilo de vida que você deseja ter e do tipo de visto que você irá tirar, lógico. De qualquer forma, planeje-se! Para isso existem diversas ferramentas que podem te ajudar. Você pode, por exemplo, utilizar alguma ferramenta de controle financeiro.

 

 

Um bom exemplo para isso são as opções de cartões pré-pagos que podem ser adquiridos, como é o caso do cartão da SideKick , para os intercambistas canadenses. Ele funciona como um cartão de crédito recarregável, com o melhor câmbio do mercado e IOF de apenas 0.38%. O legal é que você tem a opção de alocar dinheiro em categorias de compra específicas, como alimentação e transporte. E com o aplicativo SideKick no seu celular, você consegue saber exatamente quanto você está gastando a qualquer momento e, assim, controlar os seus gastos de forma racional. Além de que, ele é aceito em todos os estabelecimentos comerciais que trabalham com Mastercard.

 

 

 

 

Você pode conhecer um pouco mais sobre a Sidekick  clicando aqui!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Faça amigos!

 

 

 

 

 

Sim! Socialize-se! Conhecer pessoas novas vai tornar sua experiência muito mais agradável e completa. Não tenha medo de perguntar sobre o que você não conhece e de pedir ajuda com o idioma. Nem todos serão 100% abertos, mas com certeza você irá conhecer muita gente que está disposta a te ajudar na sua jornada.

 

 

 

 

Ah! Independente do país do seu intercâmbio, é bem provável que você encontre algum brasileiro. Lembre-se que o intercâmbio serve para você fazer uma imersão em uma cultura e um idioma novo. Se você andar apenas com brasileiros, não irá aproveitar a sua experiência completamente.

 

 

Mantenha contato com a sua família e amigos do Brasil

 

 

 

 

Principalmente nos primeiros dias, você pode se sentir sobrecarregado emocionalmente. Fale com seus familiares e amigos! Eles com certeza irão te ajudar a passar pela fase de adaptação com toda a atenção e carinho que você precisa neste momento.

 

 

 

Parece muita coisa para pensar ao mesmo tempo, né? Mas não se preocupe, se você se sentir mais seguro, pode entrar em contato com a nossa equipe. Podemos te dar todo o suporte necessário antes, durante e depois de você fechar o seu intercâmbio.