Regiões e cidades mais bonitas do Canadá

share on

Toronto, Vancouver, Montreal... qual eu escolho? Esse blog Spiible te ajuda a conhecer um pouco mais sobre as principais cidades e regiões do Canadá.

Qual é o melhor lugar para viver no Canadá? Essa é uma pergunta bem difícil de responder, porque isso depende do perfil e objetivos de quem deseja imigrar. Além disso, há inúmeras regiões e cidades do Canadá que oferecem excelente infraestrutura, qualidade de vida e ofertas de trabalho e boa receptividade para com estrangeiros.

O que fazer então? Os principais fatores que devem ser considerados na hora de fazer essa escolha são o custo de vida, o clima, os cursos disponíveis e a demanda por profissionais na área em que você deseja estudar e trabalhar no Canadá, e o estilo de vida local. Para ajudar você a tomar uma decisão acertada, reunimos neste post as características de algumas das cidades mais lindas do Canadá, procuradas por intercambistas do mundo inteiro.

Lugares para viver no Canadá

Toronto

É a maior cidade do país, localizada no lado norte do lago de Ontário, que dá nome à província a que a cidade pertence. Embora a capital do Canadá seja Ottawa, Toronto é o principal centro empresarial do país, além de ser um polo econômico, cultural e turístico.

A sede de grandes bancos e instituições financeiras fica em Toronto, que é um dos principais centros financeiros mundiais. Vários outros setores, como moda, cinema, processamento de alimentos e tecnologia da informação movimentam a economia da cidade.


As principais redes nacionais de transmissão e meios de comunicação do país também estão sediadas em Toronto, considerada, ainda, 
centro da vida intelectual e cultural do Canadá anglófono, abrigando uma rica produção de cinema, teatro, música e televisão, e também muitas galerias, museus, festivais e eventos públicos.

Embora tenha um custo de vida mais elevado em comparação a outras cidades do Canadá, os salários em Toronto também costumam ser mais altos.

Além do inglês, que é a língua oficial, em seu intercâmbio em Toronto, é possível que você esteja em contato com diversos outros idiomas: estima-se que sejam faladas mais de 160 línguas na cidade.

 

Vancouver

 

Cidade litorânea que fica na Província de Colúmbia Britânica, na costa oeste do Canadá. A população é de 700 mil habitantes, chegando a 2 milhões quando somada à da região metropolitana.


Considerada uma das mais belas cidades do Canadá e 
uma das mais limpas do mundo, Vancouver é também um importante centro cultural do país. O Festival Internacional de Cinema de Vancouver, por exemplo, é um dos maiores eventos do setor cinematográfico mundial.


Se você não gosta de frio extremo, Vancouver é uma ótima escolha, já que 
o inverno não é tão rigoroso por lá como o de outras regiões do país.

A vida noturna da cidade é agitada, com inúmeros bares e festas de diversos estilos, de latino a eletrônico, embora as casas noturnas no Canadá fechem mais cedo do que no Brasil, por volta das 3 da manhã, enquanto os bares vão até meia noite ou 1 hora.


Em resumo, é uma cidade eclética com uma paisagem única, que combina 
praias, montanhas e arranha-céus.

Em relação ao custo de vida em Vancouver, pode-se dizer que é um pouco mais alto do que em Ottawa, por exemplo, porém mais baixo do que em Toronto.

Montreal 

 

Montreal é uma cidade bilíngue, em que se fala tanto o inglês como o francês. O governo de Quebec, província a que Montreal pertence, oferece aulas gratuitas online tanto de inglês quanto de francês para estudantes internacionais e familiares que o estejam acompanhando em seu intercâmbio.


A cidade é considerada um 
polo gastronômico da América do Norte, sendo a cidade com mais restaurantes por número de habitantes no continente. Nesse quesito, compete diretamente com Nova York, porém com preços mais acessíveis. 


É a 
segunda maior cidade do Canadá e ainda assim tem custo de vida mais baixo do que o de outras regiões, como a de Toronto. Montreal tem, ainda, a maior cidade subterrânea do mundo, com 32 km de amplitude. Funciona como uma espécie de shopping center, com variadas opções de comércio para que a população possa fazer suas compras com tranquilidade mesmo nos dias mais frios.


O entorno da cidade conta com deslumbrantes paisagens naturais, sendo um dos principais 
destinos de esqui e trilhas em suas montanhas nevadas e parques na região. Fãs de esportes, como o hóquei, certamente encontrarão sua turma em Montreal.


A parte cultural também é forte: além de abrigar uma série de 
museus e galerias, Montreal recebe cerca de 120 festivais ao longo do ano. A maioria deles ocorre no verão, ao ar livre e é de graça. A vida noturna da cidade é agitada, ao estilo europeu.

Por ser cenário de grandes produções audiovisuais, os estudantes de cinema adoram a cidade. Outros segmentos de destaque do mercado local são big data e efeitos visuais

 

Ottawa

 

A capital canadense não poderia ficar de fora dessa lista: suas construções majestosas contrastam com a floresta exuberante e a beleza de três rios que cortam a cidade. Segura, estável e com alto padrão de vida, certamente Ottawa figura no ranking de melhores cidades para se viver e trabalhar no Canadá.


Os principais segmentos em que há demanda de profissionais na cidade são a 
indústria de telecomunicaçõesdesenvolvimento de software e tecnologia ambiental, com salários muito bem pagos. O governo é o maior empregador local.

Ottawa é uma das capitais mais frias do mundo, com temperaturas que podem chegar a -15º em seu rigoroso inverno. Em contrapartida, no verão as temperaturas sobem bastante, podendo chegar a 40º.

 

Halifax

 

Halifax é a capital da província de Nova Escócia, uma região costeira e muitíssimo acolhedora, com tradições celtas e galesas. Embora tenha um visual deslumbrante de natureza intocada, não se trata exatamente de um lugar remoto, podendo ser acessado por terra, céu e mar.


A cidade conta com as facilidades de uma cidade grande, mas o charme e a tranquilidade de uma cidade pequena. Por ser muito 
rica em história e cultura, além de se tratar de uma região turística, há muitas atrações e opções de lazer fixas e sazonais, como museus e festivais.

O clima é mais estável do que em outras regiões do Canadá, sem grandes oscilações de temperatura entre o inverno e o verão, embora chova bastante. Já o custo de vida é consideravelmente mais barato em comparação com outras cidades do Canadá, sem perder nada em qualidade de vida.

Nossa recomendação

Nova Escócia

Vamos agora dar um panorama de como é viver na Nova Escócia, no Canadá. A região tem crescido muito nos últimos anos e atraindo muitos estudantes estrangeiros e imigrantes.

Por terem um senso de comunidade muito forte e, ao mesmo tempo, estarem acostumados a receber pessoas de várias partes do mundo, os habitantes locais costumam ser bastante acolhedores e hospitaleiros, fazendo com que você se sinta em casa e integrado ao ambiente.

Outra característica marcante da cultura local é a busca de um estilo de vida equilibrado entre trabalho e lazer. 
Nova Escócia conta com instituições de ensino consolidadas e muitas oportunidades profissionais, ao mesmo tempo em que oferece inúmeras opções culturais e de lazer, muitas delas ao ar livre, em contato próximo com a natureza. A base da alimentação são vegetais e frutos do mar frescos, provenientes de agricultura e pesca local.

Além disso, a província oferece algumas facilidades para quem deseja imigrar.

Benefícios de imigrar para as Províncias do Atlântico

As Províncias do Atlântico, que incluem Nova Escócia, têm uma demanda por profissionais qualificados de determinadas áreas para impulsionar o crescimento da região. Para suprir a escassez de mão de obra local, há programas que facilitam a entrada e a permanência de estrangeiros qualificados para ocupar estes postos de trabalho. O setor de tecnologia da informação e comunicações de Nova Escócia, por exemplo, é um dos que mais cresce no Canadá.

Uma das formas de imigrar para o Canadá que vem atraindo mais o interesse das pessoas é o Atlantic Immigration Pilot Program (AIPP). Embora fosse um programa piloto, como seu nome sugere, ele foi renovado e continua atraindo imigrantes para as 4 províncias que fazem parte dele, dentre elas Nova Escócia (todas estão situadas no leste do Canadá e são banhadas pelo Oceano Atlântico).

O foco do AIPP é empregabilidade, de modo que as empresas possam contratar trabalhadores estrangeiros para cargos que não conseguiram preencher localmente. Para ser elegível, você precisa se encaixar um dos seguintes perfis:

  • ter feito um curso superior em uma das províncias atlânticas;
  • ser um trabalhador qualificado (skilled worker) ou semiqualificado, que atenda aos requisitos do programa.

É mandatório ter uma oferta de emprego (job offer), porém não é necessário LMIA (documento que o emprego precisa providenciar para provar que não há nenhum canadense ou residente apto a ocupar a vaga).


O AIPP tem 3 categorias e, em geral, os requisitos são menos rígidos que os do Express Entry e até de alguns PNP. 
Veja os detalhes neste post.

Cape Breton University (CBU)

A Cape Breton University (CBU) é lar de quase 5.500 alunos de mais de 40 países ao redor do mundo. Ela oferece um conjunto abrangente de programas de artes liberais, ciências, negócios, saúde e profissionais no primeiro campus autossuficiente em energia da América do Norte.


Como uma universidade que se dedica à excelência em ensino e aprendizagem, a CBU oferece aos alunos a vantagem de uma 
aprendizagem experiencial excepcional e oportunidades de pesquisa de graduação em um ambiente acadêmico de apoio.


Os programas da CBU estão consistentemente bem 
acima das médias nacionais em interação professor-aluno e aprendizado de serviço.


O povo, a cultura e um forte senso de comunidade fazem da Cape Breton University um lugar especial. Há um comprometimento com o futuro da Ilha de Cape Breton, com 
programas inovadores de desenvolvimento econômico e sustentabilidade e com a liderança na aprendizagem indígena.