Guia para morar em Vancouver no Canadá

share on

Um dos lugares mais procurados para
intercâmbio no Canadá é Vancouver. Trata-se de uma cidade litorânea, que fica na Província de British Columbia (Columbia Britânica), na costa oeste do Canadá. A população é de 700 mil habitantes, chegando a 2 milhões contando com a região metropolitana.

Considerada uma das mais belas cidades do Canadá e uma das mais limpas do mundo, Vancouver é também um importante centro cultural do país. Em resumo, é uma cidade eclética com uma paisagem única, que combina praias, montanhas e arranha-céus.



Para quem tem interesse em fazer um intercâmbio de
estudo e trabalho em Vancouver
e quer saber
o que é preciso morar em Vancouver, neste guia reunimos as principais informações para que você possa tomar uma decisão e dar os próximos passos na realização deste sonho.

Vale a pena morar em Vancouver?

Além de ser uma das cidades com melhor qualidade de vida no mundo,
Vancouver tem
clima agradável para brasileiros
se comparada às demais cidades principais do Canadá. Se você não gosta de frio extremo, deve considerar Vancouver para seu intercâmbio no Canadá. Isso porque o inverno em Vancouver não é tão rigoroso como o de outras regiões do país.


No verão, entre maio e julho, a temperatura fica na casa dos 22º. A cidade é bem servida de ciclovias e, nessa época, a bicicleta é um meio de transporte muito utilizado por lá (há possibilidade de alugar em vários pontos da cidade). Também há o SeaBus, uma espécie de ferry que cruza os rios que atravessam a cidade. Embora seja utilizado somente para deslocamento (sem pretensões turísticas), não deixa de ser um belo passeio.


Na primavera e no outono, a média é de 14º. No inverno, que vai de dezembro a fevereiro, pode chegar a 2º, porém em Vancouver não costuma nevar tanto como em Ottawa e Toronto, por exemplo.

Educação 

Vancouver conta com excelentes universidades, que estão entre as melhores do mundo. Para quem pretende ir com a família, há escolas públicas de ótima qualidade, gratuitas inclusive para expatriados e para aqueles que têm visto de trabalho. A escolha da escola dependerá da área de captação, então é importante atentar para isso quando for decidir onde morar em Vancouver com filhos.


Também existem as escolas privadas, que são gerenciadas de maneira independente, com inscrição seletiva, e escolas internacionais, permitindo que os expatriados possam dar continuidade à educação de acordo com seu país de origem.


O sistema de educação canadense não é controlado por um órgão federal, como o Ministério da Educação no Brasil. Cada província tem autonomia em relação a isso. Em British Columbia, a escolaridade obrigatória vai dos cinco aos dezesseis anos.

Mercado de trabalho 

Devido à sua localização e ao Porto de Vancouver, que é o maior do Canadá e da costa oeste da América do Norte, a cidade tem grande oferta de empregos.


A indústria do petróleo, que costumava proporcionar muitas oportunidades para trabalhadores estrangeiros, tem enfrentado desafios em função da crise mundial. No entanto, as tendências e oportunidades de negócios em Vancouver são diversas.


O setor de gás natural e as
pequenas empresas são exemplos de setores que têm crescido por lá. A indústria varejista também tem apresentado uma boa oferta de empregos. Vancouver recebe muitos visitantes, portanto o setor de turismo também é promissor. 


Não poderíamos deixar de mencionar, ainda, a
área de tecnologia
e o
mercado digital, que estão bastante em alta na região. Tanto é que existe um programa de imigração denominado BC PNP Tech Pilot para atrair talentos mundiais dessas áreas para a província de British Columbia.


Há uma lista de 29 ocupações para as quais existe alta demanda e falta de profissionais locais para supri-la. Esse programa facilita, então, para que empregadores possam contratar e reter estrangeiros qualificados, oferecendo condições de migração rápida e sem tantas burocracias.


Existe também um site do governo da província de British Columbia com informações sobre a economia e as profissões da região, que é o
WorkBC, e, ainda, a
Imigrant Service Society of BC, uma associação que auxilia os recém-chegados ao mercado de trabalho da região. 

Sistema de saúde

Em Vancouver, há o MSP (Medical Services Plan), a que todo cidadão canadense ou residente tem acesso. Estrangeiros com student visa ou work permit superior a 6 meses também têm direito a usar este sistema. 


O MSP não é tratado como um benefício, mas uma exigência do governo canadense. Embora seja um serviço público, há uma taxa mensal para usá-lo: CAD $75/ mês para 1 pessoa, CAD $136/mês para uma família de 2 pessoas e CAD $144/mês para uma família de 3 ou mais pessoas.


A diferença em relação ao SUS (Sistema Único de Saúde do Brasil), que também é bancado pela população por meio do pagamento de impostos, é que o MSP é mantido por essas taxas. A cobertura inclui consultas com clínico geral, exames, cirurgias e internações. Não há cobertura para cirurgias estéticas, medicações, terapias alternativas (massagens, acupuntura etc.), consultas odontológicas, com psicólogos ou oculistas.


Para atender casos de emergência, existe também o Walk-in Clinic, um posto de saúde em que os pacientes não precisam agendar consulta e são atendidos por clínicos gerais, e também o Family Doctor, em que clínicos gerais acompanham as pessoas por toda a vida, encaminhando a outros médicos, quando necessário. 

Transporte público

Além da segurança em toda a região, inclusive no entorno dos grandes centros, como Vancouver, uma das grandes vantagens de viver na cidade é o incrível e eficiente sistema de transporte público, que integra Vancouver e as cidades adjacentes. 


A Translink administra o transporte público da cidade: um sistema integrado que conta com ônibus, metrô (SkyTrain) e barcos (SeaBus, que faz a ligação de Vancouver a North Vancouver em uma travessia de 15 minutos). 


Além de tudo isso, ainda tem o West Coast Express, que funciona apenas durante a semana, transportando os trabalhadores que moram mais distantes do centro de Vancouver. 


Na estação do centro de Vancouver (WaterFront Station), há integração com ônibus, SkyTrain e West Coast Express. A estação de North Vancouver (LondsdaleQuay) conta com um terminal de ônibus que conecta toda a região.


O CompassCard pode ser usado quantas vezes quiser e para qualquer tipo de meio de locomoção público, de acordo com o tipo de plano adquirido.

  • Quanto custa morar no Canadá?

    Write your caption here


    Leia mais!

Custo de vida: quanto precisa para viver em Vancouver?

Assim como para morar em praticamente qualquer cidade do Canadá, é preciso ter alguma reserva financeira para viver em Vancouver. Mas em comparação a outras regiões canadenses (como Toronto) e a capitais brasileiras, como São Paulo e Rio de Janeiro, pode-se dizer que a vida em Vancouver não é tão cara assim. 


Os preços dos aluguéis, por exemplo, se aproximam ao dessas cidades. A diferença em relação ao Brasil é que mesmo morando em um bairro distante, você terá uma ótima infraestrutura, segurança e acesso a um transporte público eficiente. 


A média dos aluguéis fora do centro de Vancouver é de CAD $1.200 para apartamentos de um quarto. Mas é possível encontrar apartamentos semi mobiliados e próximos a transporte público, shoppings e escolas por cerca de CAD $1.000. Já na região central, o valor pode chegar a CAD $1.400.


Energia elétrica, considere algo entre CAD $30 e CAD $40 mensais. A maioria dos aluguéis já inclui água e aquecimento. Segundo a Numbeo, um órgão que avalia o custo de vida em vários países, as contas gerais para um apartamento de 85m2 em Vancouver ficam em média  CAD $71. Para TV a cabo e internet, considere algo como CAD $75. A tarifa do transporte público fica entre CAD $2,75 e CAD $3,15. Quem utiliza o passe mensal do sistema integrado, deverá gastar entre CAD $91 a CAD $124.


Gastos com supermercado e alimentação podem variar muito de acordo com os hábitos de cada um e o tamanho da família, ficando entre CAS $280 e CAD $520, em média. Um almoço em um restaurante acessível custa mais ou menos CAD $15. Plano mensal de academia, cerca de CAD $50. 

O que fazer em Vancouver

A vida noturna da cidade é agitada, com inúmeros bares e festas de diversos estilos, de latino a eletrônico, embora as casas noturnas no Canadá costumem fechar mais cedo do que no Brasil, por volta das 3 da manhã, enquanto os bares vão até meia noite ou 1 hora.


Também há muitas possibilidades de atividades ao ar livre, como trekking nas montanhas e passeios de bicicleta pela cidade. O Stanley Park, um enorme parque urbano, com belíssimas paisagens, é parada obrigatória em Vancouver. Dentro do parque, fica o Vancouver Aquarium, outra atração imperdível! Quem adora praia, não pode deixar de ir ver o pôr do sol na English Bay Beach.


Vancouver também oferece muitas atrações artísticas e culturais. O Festival Internacional de Cinema de Vancouver, por exemplo, é um dos maiores eventos do setor cinematográfico. É, ainda, um centro de esportes, onde você pode aproveitar para assistir a um jogo de hóquei — a temporada vai de abril a outubro — , que está entre as principais práticas esportivas do Canadá. 


Uma boa maneira de começar a explorar a cidade é o Vancouver Trolley Company, uma linha turística que passa pelos principais pontos da cidade e os passageiros podem descer nas atrações de seu interesse. Assim, você faz um “reconhecimento de área” e depois pode voltar por conta própria aos lugares de que mais gostar. 

UCW

O campus de última geração da University Canada West fica no coração de Vancouver, que é uma das melhores cidades para se viver no mundo! Trata-se de uma instituição de ensino inovadora, voltada para negócios e tecnologia, com ênfase na experiência prática


Além disso, a UCW mantém conexões estreitas com a comunidade empresarial e os programas são voltados para atender às necessidades do mercado, garantindo que os alunos recebam o ensino mais atualizado possível.


Se interessou pela cidade de Vancouver? Não perca a chance de conhecer pessoalmente cada detalhe desse lugar.
Fale com um especialista da Spiible e tire todas as suas dúvidas!



Quero entrar em contato!