O que é IELTS e para que serve?

share on

Comprovar o nível de inglês é parte do planejamento de um curso no exterior. Saiba tudo aqui sobre o teste de proeficiência IELTS.

Testes de proficiência, como o IELTS, avaliam seu nível de conhecimento em inglês e podem abrir muitas portas para quem deseja estudar e trabalhar fora do país


Para muitas vagas de emprego e de cursos em universidades internacionais, apresentar um bom desempenho nessa prova é um dos principais pré-requisitos — e para conseguir uma boa nota, é preciso se preparar de maneira adequada. 


Neste post, esclarecemos tudo sobre o IELTS, como funciona, para que serve e outras informações importantes que vão ajudar você a se sair bem e aproveitar as oportunidades que podem surgir a partir disso. Continue a leitura e fique por dentro!

O que é o IELTS?

IELTS é a sigla para International English Test System. Trata-se de um exame oficial de proficiência em inglês, organizado por três instituições: British Council, Cambridge Language Assessment e IDP Australia.


Embora existam outros testes de proficiência, o IELTS tem sido cada vez mais requisitado por suas formas de avaliação, rigor na aplicação e precisão nos resultados.


Inúmeras instituições ao redor do mundo solicitam comprovação de nível de inglês por meio das notas do IELTS, como universidades do Reino Unido, Austrália, Canadá, Irlanda, África do Sul, Nova Zelândia e Estados Unidos, por exemplo, em que essa é uma exigência para alunos estrangeiros.


Além disso, órgãos governamentais e empresas privadas também utilizam como critério para contratar funcionários de outros países.

Como funciona a prova do IELTS?

O IELTS pode ser realizado em dois módulos diferentes, a depender de seus objetivos. A escolha entre módulo acadêmico ou módulo geral deve ser feita no momento da inscrição.


O acadêmico é exigido para ingressar em cursos de graduação e pós-graduação, sendo aceito por universidades do mundo todo. O geral é requisitado para estágio profissional em vários países, e também pode ser exigido para a obtenção de certos tipos de vistos em países como Canadá, Austrália e Nova Zelândia. 


Mesmo que seja realizado por uma das entidades britânicas (Cambridge e British Council), 
não é um teste específico de proficiência em inglês britânico. Durante as diferentes sessões que compõem a prova, você pode ouvir tanto o britânico, como o sotaque canadense, australiano ou americano.


A prova tem duração de 2h45, independentemente do módulo escolhido. Ela é dividida em sessões, da seguinte forma: 45 minutos para a sessão de compreensão oral, 60 minutos para a leitura, 60 para a escrita e mais 11 a 14 minutos para a conversação. Esta última sessão pode não ser realizada no mesmo dia das demais, de acordo com a disponibilidade dos avaliadores de onde você fizer a prova.


Veja a seguir mais detalhes sobre cada sessão!

Compreensão (listening)

A sessão de compreensão é dividida em 4 partes, somando 40 questões. Você deverá ouvir de 3 a 4 diálogos ou monólogos, e depois responder às questões com base no que ouviu. É preciso ficar muito atento porque as gravações não serão repetidas!

Leitura (reading)

Também tem 40 questões, baseadas em três, quatro ou até cinco textos. No módulo acadêmico, os textos são extraídos de livros, revistas e jornais acadêmicos. No geral, são extraídos de fontes jornalísticas comuns, sendo normalmente mais curtos. 

Escrita (writing)

A sessão de escrita é a que apresenta mais diferenças entre os dois módulos. No IELTS geral, você precisa, primeiro, escrever uma carta explicando uma situação ou solicitando uma informação, e depois um artigo. No IELTS acadêmico, é preciso escrever um texto baseado em informações de gráficos, tabelas e diagramas apresentados, mais um artigo também. Em ambos, você tem 60 minutos para desenvolver os dois textos, escritos à mão.

Conversação (speaking)

Esta última sessão é dividida em 3 partes: na primeira, você vai falar de assuntos de que gosta; na segunda, responderá sobre assuntos específicos; e, na terceira, precisará discursar sobre um assunto abordado anteriormente. 


Diferentemente das demais sessões do IELTS, a de conversação é feita na presença de um avaliador, que será seu interlocutor nas conversas.

Como são os resultados do IELTS?

Não existe reprovação ou mesmo média de aprovação no IELTS. O resultado mostrará seu nível de proficiência geral e relativo a cada uma das sessões, em uma escala de 0 a 9, de acordo com critérios como qualidade, coerência, consistência e extensão do vocabulário e nível gramatical


Você receberá uma cópia de seus resultados alguns dias após a realização do exame (informe-se sobre o prazo no local em que realizar a prova). Esses resultados são válidos, geralmente, por 2 anos, mas você poderá repetir o teste a qualquer momento, mediante nova inscrição e pagamento da taxa. 


Para saber qual seu nível de proficiência de acordo com 
a Referência de Estruturas de Línguas Europeias Comumveja a tabela a seguir: 

  • Nota do IELTS entre 1 e 3,5: níveis A1 ou A2, que são os mais básicos
  • Nota do IELTS entre 4 e 5: nível B1
  • Nota do IELTS entre 5,5 e 6,5: nível B2, intermediário avançado
  • Nota do IELTS entre 7 e 8,5: nível C1, conhecimento avançado
  • Nota do IELTS 9: nível C2, fluência total

Por que fazer o IELTS?

O IELTS é aceito em mais de 135 países e de 810 mil instituições do mundo todo, inclusive em mais de 3 mil universidades dos Estados Unidos.


Algumas aceitam também outros testes de proficiência, como o TOEFL (Test of English as a Foreign Language). A escolha vai depender de seus objetivos. Portanto, se você estiver tentando uma vaga em uma universidade ou empresa no exterior, descubra quais são as exigências específicas dela para fazer sua escolha e se preparar de forma direcionada.


Se você já tiver realizado outros testes da Cambridge, como o FCE, o CPE ou o CAE, ou se já tiver um background acadêmico nos seus estudos em inglês, pode ser mais fácil fazer o IELTS. Quem não tem um conhecimento tão aprofundado da gramática ou aprendeu inglês de maneira mais informal pode acabar optando por outros testes de proficiência. 

Como fazer o IELTS?

Há mais de 900 centros de aplicação do IELTS espalhados pelo mundo, e não costuma ser difícil encontrar um próximo de você. As inscrições podem ser feitas on-line, na maioria dos casos, e você deve escolher uma data para a realização da prova.


Essas datas são fixas, geralmente 4 vezes por mês, às quintas e sábados, com opção de de 24 datas para o módulo geral e 48 para o acadêmico. A taxa é a mesma para ambos módulos e deverá ser paga por boleto. O preço do IELTS varia de acordo com o ano e o local (consulte o site oficial).


Para fazer sua inscrição, você deverá enviar uma cópia da sua identidade, preencher um formulário e providenciar duas fotos em tamanho passaporte.

Como se preparar para a prova?

É importante ressaltar que estudar para o IELTS é diferente de estudar inglês para, simplesmente, aprender o idioma — é preciso aprender, também, a trabalhar com o método utilizado pelo teste de proficiência.


Sendo assim, a melhor maneira de se preparar para atingir sua meta de pontuação no IELTS é fazer um curso específico para o teste, como o IELTS Mastery da ILSC, uma preparação intensiva, que inclui suporte especializado e aulas direcionadas com instrutores experientes.


Veja mais algumas dicas a seguir!

Familiarize-se com a prova

No próprio site do IELTS você encontra modelos das provas, e nas redes sociais eles postam curiosidades e informações sobre o exame. Quanto mais familiarizado com o formato e os tipos de perguntas que são feitas, melhor.

Utilize um cronômetro

Ao fazer testes e simulados do IELTS, utilize sempre um cronômetro para calcular o tempo específico de cada sessão e se habituar com o ritmo da prova. Essa organização pode fazer toda a diferença para você alcançar um bom desempenho!

Utilize um gravador

Ao treinar conversação, grave para escutar depois. Assim, você consegue identificar melhor seus deslizes de pronúncia para saber no que precisa se aprimorar.

Estude gramática

Não tem como fugir: para se sair bem no IELTS, é fundamental se dedicar ao estudo e compreensão da gramática. Procure entender as regras, praticar com exercícios e tirar todas as suas dúvidas.

Aprenda vocabulários específicos

Se você vai fazer o módulo acadêmico, por exemplo, aprender palavras específicas para discorrer sobre gráficos e tabelas pode fazer toda a diferença na prova escrita. 


Além disso, na prova de conversação é importante saber desenvolver qualquer assunto que for abordado, mostrando que você consegue, de fato, se comunicar em inglês, com um vocabulário amplo. Evite dar respostas de uma palavra só ou usando sempre as mesmas palavras e estruturas gramaticais. 

Leia muito e treine o listening

Além do estudo propriamente dito, leia livros, jornais e notícias em inglês, e ouça palestras, audiobooks e podcasts no idioma. Assim, você treina e desenvolve as competências que serão avaliadas no teste, ampliando também seu vocabulário na língua inglesa.

Conforme destacamos, 
o IELTS pode abrir oportunidades globais de estudo, trabalho e migração. Portanto, dedique-se ao máximo para atingir uma boa pontuação e alcançar seus objetivos. Esperamos que essas dicas e informações possam contribuir para isso!