Visto 485: o visto pós-estudos para trabalhar na Austrália

share on

Quer estudar e trabalhar na Austrália? Conheça o visto 485 (Post Graduate Skill Visa) que garante a permissão de trabalho pós-estudos na Austrália.

Austrália é um dos destinos mais procurados por quem busca fazer intercâmbio de estudos e trabalho. Um dos motivos é justamente essa possibilidade de trabalhar enquanto estiver estudando, além de ser um dos países com melhor qualidade de vida no mundo. 


Então, se você deseja ter uma experiência no exterior em que possa estudar e trabalhar — ou até mesmo flertar com a possibilidade de emigrar definitivamente —, precisa conhecer os detalhes a respeito do 
visto 485 (Post Graduate Skill Visa)


Esse é um visto que 
viabiliza uma extensão do seu prazo de permanência na Austrália após a finalização do seu visto de estudante (visto 500) por mais 2 a 4 anos, dependendo da sua qualificação, ou uma permissão de 18 meses para trabalhar no país, caso você seja profissional de uma área que tenha alta demanda na Austrália. Além disso, o 485 pode abrir caminhos para a obtenção de um visto permanente no futuro, já pensou?


Continue a leitura e fique por dentro dos requisitos e benefícios do visto 485 que a Austrália oferece para 
estudantes internacionais formados em suas instituições de ensino e profissionais de áreas com alta demanda no país!

Requisitos para aplicação do visto 485

Para requerer um visto 485, você precisa ter concluído um curso superior na Austrália de, no mínimo, 2 anos de duração (bacharelado, mestrado ou doutorado), e que seja registrado no CRICOS (Commonwealth Register of Institutions and Courses for Overseas Students).


A solicitação precisa ser feita até 
6 meses após o término do seu visto de estudos, e o solicitante principal precisa estar em território australiano. É possível incluir familiares (cônjuge e filhos) no processo, e esses familiares não necessariamente precisam estar na Austrália no momento da aplicação para o visto.


São exigidos:

  • nível de proficiência em inglês, comprovado por testes;
  • seguro saúde;
  • atestado médico;
  • certificado de qualificação e comprovação de estudos;
  • certificação de credenciamento da polícia australiana;
  • ter menos de 50 anos de idade. 


Para analisar as aplicações, é utilizado um
sistema de pontos, então quanto mais requisitos forem preenchidos, mais pontos você acumula e mais chances tem de o visto 485 ser concedido a você (e aos seus familiares, se for o caso). 


São duas modalidades — ou fluxos — diferentes para esse visto, que serão detalhados a seguir.

Graduate Work stream

Se você se formou (ou se especializou) recentemente em uma área na qual há uma escassez de profissionais na Austrália, que conste naMLTSSL(lista de alta demanda), pode aplicar para essa modalidade do visto 485 e conseguir permissão para trabalhar lá por 18 meses, levando também sua família para viver com você no país.


Neste fluxo, incluem-se 
profissões mais técnicas, como mecânico, chaveiro, carpinteiro e azulejador, e é preciso apresentar, junto com a documentação obrigatória, um registro de avaliação de competências.

Post-study Work stream

Esse é um visto específico para estudantes que se formaram em uma instituição de ensino australiana, levando em consideração os requisitos apresentados anteriormente.


Se você estiver nas chamadas
áreas metropolitanas — Melbourne, Sydney e Brisbane —, o tempo de permanência concedido pelo visto 485, em geral, é de 2 anos.


Já nas
áreas regionais, como em Adelaide, Newcastle e Gold Coast, esse tempo pode ser de 3 anos para quem concluiu graduação ou mestrado na Austrália. Além disso, nessas regiões, as universidades costumam oferecer preços mais atrativos. Então, vale ficar atento a esses detalhes na hora de decidir sobre seu intercâmbio para a Austrália, podendo obter ainda mais vantagens em termos de custo-benefício e tempo de permanência.

 

 

Visto 485 da Austrália

 

Benefícios do visto 485

Conforme mencionamos no início, com o visto 485 você garante permissão para viver e trabalhar na Austrália por mais 2 a 4 anos depois de concluir seu curso de graduação, mestrado ou doutorado no país — ou 18 meses, caso se encaixe nos requisitos para trabalhar em uma área que tenha alta demanda e escassez de profissionais.


Além disso, com esse visto você pode levar sua família para viver com você (cônjuge e filhos) e seu cônjuge também tem permissão para trabalhar durante todo o período de permanência de vocês na Austrália (válido para ambas modalidades do visto 485).


Com o visto 500 (estudos), seu cônjuge já pode trabalhar full-time enquanto durar seu curso. Considerando que esse curso precisa ter uma duração mínima de 2 anos para aplicação posterior do visto 485, e que a média de tempo concedido para permanência pós-estudos para quem fez bacharelado e mestrado na Austrália é de 3 anos, seu cônjuge poderá trabalhar por até 5 anos na Austrália. Sendo assim, é uma 
ótima oportunidade para famílias que almejam ter a experiência de viver no exterior.


Como se trata de um 
visto muito concorrido, que pode ser solicitado uma única vez, tendo um prazo limitado para aplicação, o ideal é contatar um agente de imigração e contar com uma agência especializada para ajudar você a montar um plano e prestar assistência adequada em cada etapa do processo, afinal se trata de um grande projeto de vida! 


Viver, estudar, trabalhar e viajar pela Austrália com sua família certamente será uma experiência de vida única, que contribuirá imensamente para seu crescimento pessoal e profissional. O visto 485 pode abrir caminhos para os vistos 190 e 489, que são vistos de residência permanente.