Estudo e trabalho no Canadá: saiba como se planejar!

share on

Para estudar, trabalhar ou e principalmente para imigrar para o Canadá é preciso muito planejamento. Veja aqui as melhores dicas para esse planejamento.

O Canadá é um dos países mais procurados por brasileiros que desejam fazer intercâmbio para estudar e trabalhar no exterior.


Cursos com bom custo-benefício, muitas oportunidades de emprego — principalmente para profissionais qualificados de determinadas áreas —, excelente qualidade de vida e receptividade com imigrantes são alguns dos atrativos principais do país, e que acabam chamando a atenção de estrangeiros que buscam por uma
experiência internacional mais abrangente.


Se você tem interesse em fazer
intercâmbio no Canadá, quer saber como funcionam os processos e qual a melhor maneira de se organizar para isso, continue a leitura e veja nossas dicas de planejamento para estudar e trabalhar no Canadá!

Intercâmbio no Canadá: como funciona?

Para quem deseja fazer intercâmbio de estudos e trabalho no Canadá, uma das melhores opções é o programa de CO-OP. São 12 meses de curso, com estágio remunerado e permissão para  trabalhar em tempo parcial durante as aulas, ou integral durante as férias; e depois mais 12 meses de trabalho em tempo integral.


Outra forma de conseguir um
visto com permissão para trabalhar é fazer um curso de nível superior em uma universidade canadense. Caso tenha feito um curso de, no mínimo, 8 meses de duração, você pode solicitar o visto PGWP, que é uma permissão de trabalho pós-estudos, e conseguir ficar por mais até 3 anos no Canadá.

Como fazer faculdade no Canadá?

Não são todos os cursos e universidades que contam com programas de CO-OP e nem todos os vistos de estudos que garantem permissão para trabalhar, então você precisa ficar atento(a) a isso na hora de fazer sua escolha. 


Como
fazer faculdade no Canadáé uma das melhores maneiras de conseguir emprego no país e ter uma experiência de intercâmbio completa, que vai enriquecer muito seu currículo, melhorar seu nível de fluência em inglês e/ou francês, te colocar em contato com outras culturas (não só a do país em si, mas também a de colegas do mundo inteiro) — e ainda pode ser o primeiro passo para conseguir um visto de residência permanente — vamos explicar agora como funciona o processo, de modo geral, para que você saiba como se planejar para viver essa experiência.

Requisitos e etapas para estudar em uma instituição de ensino canadense

Naturalmente, existem alguns requisitos para ingressar em um college ou universidade no Canadá: ter concluído o ensino médio, ter nível de inglês (ou francês, dependendo da região e da instituição de ensino) intermediário ou avançado, e ter feito, pelo menos, um ano de graduação do Brasil — já que o ensino médio canadense tem 4 anos, e essa seria, então, uma forma de nivelar o ensino. Também é necessário comprovar que se tem recursos financeiros suficientes para se manter no Canadá durante o período do curso. 


Existem diferentes
tipos de visto, a depender do seu objetivo, mas, em geral, para aplicar para um visto de estudos, é preciso apresentar um teste de proficiência em inglês (como TOEFL e IELTS), carta de aceite da escola e comprovante de matrícula. A documentação exigida pode variar de acordo com a província, a instituição e o nível acadêmico que você pretende cursar (talvez seja necessário apresentar um diploma e/ou currículo, por exemplo). 


Por falar nisso, a seguir vamos te dar um help com a questão da escolha do curso e da universidade, que, como ressaltamos, é uma das decisões mais importantes neste contexto.

Escolha do curso e da universidade

Está buscando umauniversidade no Canadá para brasileiros? Selecionamos algumas das melhores opções para você em 3 das principais cidades canadenses!

Toronto

Toronto School of Management

grátis Edifícios Perto De Corpo D'água à Noite Foto profissional

Uma das melhores opções para brasileiros no Canadá é a Toronto School of Management (TSoM), um college privado que oferece cursos de curta e longa duração em diversas áreas, como business, contabilidade, marketing, turismo, TI e computação. Fica no centro de Toronto, ao lado do metrô College, tem mais de 1.200 alunos de 88 países diferentes, 23 salas de aula e um café.

 

Para garantir seu contato com a língua inglesa, a instituição aceita um limite máximo de 20% de estudantes brasileiros. Além disso, se você fizer parte de um programa de CO-OP, a TSoM vai lhe ajudar a conseguir um emprego, pois conta com um departamento interno de seleção de vagas em parceria com mais de 100 empresas de Toronto.

 

Vancouver

University Canada West

grátis Foto profissional grátis de 299 queen street west, aparência, asfalto Foto profissional

O programa de MBA da University Canada West (UCW) é um dos mais populares entre brasileiros, por excelente seu custo-benefício. A localização estratégica dessa universidade, que fica próxima a inúmeras empresas no centro de Vancouver, facilita a conexão dos alunos que têm interesse em trabalhar durante o curso .

 

Além disso, fazer um MBA no Canadá conta pontos para quem almeja aplicar para um visto de residência permanente depois (o que funciona por um sistema de pontuação).

 

Montreal

Trebas Institute

grátis Vista Aérea De Edifícios Foto profissional

Com campus em Montreal e Toronto, o Trebas Institute se destaca pelos cursos na área de música, cinema, audiovisual e televisão. Outro diferencial é que você pode escolher entre cursos ministrados em inglês ou francês. Também há o Business and Technology Program, que é uma área que está bastante em alta no Canadá.

A importância do planejamento financeiro

O planejamento financeiro vai depender muito do tempo de permanência e dos seus objetivos no Canadá, mas é algo imprescindível em todos os casos.


Para um intercâmbio de duração mais curta, o gasto pode ser menor, mas provavelmente você não trabalhará nesse período e vai querer aproveitar ao máximo, vivenciando o maior número/variedade de experiências nesse tempo, o que exige que você leve uma quantia de dinheiro suficiente para arcar com todas essas despesas de uma vez.


Já para um intercâmbio de longa duração, é importante se preparar bem para os gastos iniciais e o período em que você estiver estudando. Por outro lado, você não precisa ter todo o dinheiro para cobrir as despesas até o fim do seu intercâmbio, porque provavelmente você vai trabalhar e conseguir cobrir parte dos seus gastos do dia a dia, e quem sabe até
recuperar o investimento no curso, caso permaneça trabalhando lá por mais algum tempo, conforme as possibilidades que apresentamos.


Pesquisar sobre o 
custo de vida da região em que você quer morar (já que isso pode variar de uma província para outra)e montar uma planilha com as previsões de gastos será de grande ajuda para que você consiga visualizar melhor e fazer um bom planejamento. Assim, você terá uma noção mais clara de quanto precisa juntar antes de ir, quanto tempo terá para arranjar um emprego etc.


Um dos custos que costuma ser mais significativo é o de aluguel, e isso também vai depender da localização e do tipo de moradia que você escolher, como homestay (casa de família), moradia estudantil ou alugar um apartamento.
 Seu estilo de vida também faz toda a diferença para que seus gastos sejam maiores ou menores. Lembrando que, a partir do momento em que você começa a trabalhar lá e a ganhar em dólar, você não precisa mais ficar fazendo a conversão para o real. Em geral, o salário mínimo de cada província é suficiente para que você consiga se virar bem. 


Nessa fase de preparação, é recomendável, ainda, que você acompanhe a cotação do dólar e vá comprando aos poucos, de modo que seu rico dinheirinho possa render um pouco mais. Outra coisa que você precisa pesquisar é sobre as formas de levar o dinheiro do Brasil para o Canadá. Há um limite de dinheiro em espécie com o qual você pode sair do Brasil e entrar no Canadá sem ter que declarar, e que é muito pouco para cobrir todos os seus gastos, dependendo do tempo de permanência — além de não ser a forma mais segura. 


É sempre bom, sim, ter um pouco de dinheiro vivo com você, mas um cartão pré-pago com o qual você possa enviar dinheiro do Brasil para o Canadá, e/ou um cartão de crédito internacional também podem ser grandes aliados. Em todo caso, é sempre bom ter um plano B ou mais de uma alternativa, para não correr o risco de ficar na mão ou passar por um apuro quando estiver fora do país.


Também é importante se preparar emocional e psicologicamente para as mudanças que virão, mas isso já é tema para outro post. Se você quer acompanhar o passo a passo do planejamento real de alguém que está se preparando para viver essa experiência, acompanhe o 
Projeto Canadá!